segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Artigos de pesquisadores do NISP aprovados em revistas e eventos

Os pesquisadores do projeto de pesquisa “Na prática a ética é outra: compreendendo os dilemas morais vivenciados na gestão pública”, desenvolvido no Núcleo de Pesquisa e Extensão em Inovações Sociais na Esfera Pública (Nisp), compartilham um resumo de seus artigos que foram recentemente aprovados para apresentação em conferências e publicação em periódicos.

1. Análise das Escalas e Medidas de Virtudes Morais Associadas à Área de Administração e Ética Empresarial: uma Revisão Sistemática
Autores: Maria Clara F. Ames, Maurício C. Serafim e Felipe Flôres Martins
Conferência: XLII EnANPAD 2018 – Encontro Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração. 3 a 6 de outubro, Curitiba/PR
Este artigo objetiva investigar como as escalas para o construto virtudes morais são construídas e mensuradas nos estudos associados à Administração e à ética empresarial (business ethics). Para isso, realiza-se uma revisão sistemática baseada na proposta dos Principais Itens para Relatar Revisões Sistemáticas e Meta-Análises, de Moher, Liberati, Tetsla & Altman (2009), estabelecendo-se critérios para busca, seleção e análise. Os resultados revelam uma variedade de escalas voltadas para virtudes associadas à liderança, além de escalas no contexto administrativo de uma forma geral, aplicadas, predominantemente, a estudantes de Administração.

2. Dinâmicas da Agenda Política de Aborto no Senado Federal no período de 1988 a maio de 2018
Autores: Maria Clara F. Ames, Maurício C. Serafim, Marcelo Beckert Zappellini e Andrei Colonetti.
Conferência: II Congresso Internacional de Desempenho do Setor Público – CIDESP 2018. 27 a 29 de agosto, Florianópolis/SC

O tema do aborto é uma complexa questão filosófica e moral, e na área de políticas públicas seu tratamento é nomeado como política de moralidade ou simplesmente abortion policy. Os termos estrangeiros “pró-vida” e “pró-escolha” geralmente são usados por atores e grupos de interesse para se posicionarem a seu respeito. Embora estudos anteriores considerem os argumentos mais utilizados para a questão na câmara dos deputados, ainda é inédita uma pesquisa brasileira sobre as dinâmicas da agenda política governamental do aborto. Este artigo inicia esse estudo, analisando as preferências da agenda política segundo os pronunciamentos, os projetos de lei e as audiências públicas ocorridas no âmbito do Senado Federal entre os anos de 1988 e maio de 2018.

3. Saber como cuidar através do cuidado real: o caso das organizações da Sociedade Civil que atuam na proteção de gestantes e bebês

Autores: Maria Clara F. Ames e Maurício C. Serafim
Conferência: Association for Moral Education Conference. 8 a 10 de novembro, Barcelona, Espanha. https://www.amenetwork.org/2018/  
 No artigo em questão, tentamos compreender as práticas organizacionais e as relações pessoais de cuidado de organizações que atuam com o propósito de proteger gestantes e bebês. Para isso, propomos investigar alguns elementos discutidos pelos teóricos da ética do cuidado, como respeito, empatia, atenção, prática e fortalecimento das relações.

4. Sabedoria Prática: uma Revisão Sistemática sobre Educação, Ensino e Aprendizagem da Phronesis em Administração
Autores: Maria Clara F. Ames e Maurício C. Serafim
Conferência: XLII EnANPAD 2018 – Encontro Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração. 3 a 6 de outubro, Curitiba/PR

 A phronesis é definida como a sabedoria prática, ou prudência, presente em processos de deliberação, decisão e ação. O objetivo dessa revisão sistemática é investigar de que maneira esse conceito é relacionado à educação, ensino e aprendizagem na área de Administração e de estudos organizacionais. 

5. Valores e Administração Pública: uma Discussão sobre Racionalidade e Atitude Parentética
Autores: Laís S. Santos, Fernanda G. Leal, Maurício C. Serafim e Mário C. Moraes
Revista: RAM – Revista de Administração Mackenzie. Disponível em: www.scielo.br
O objetivo desse ensaio teórico é discutir como indivíduos inseridos em organizações públicas podem lidar com os valores individuais e organizacionais em sua ação, a partir de um diálogo entre a noção contemporânea de valores, a concepção de racionalidade e a atitude parentética.

Um comentário: