quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Membros do OBISF e do NISP participam ativamente da semana de Inovação Social em Florianópolis


Na última semana Florianópolis-SC se transformou na capital da Inovação Social no Brasil, em decorrência de três grandes eventos: o II Congresso Internacional de Desempenho do Setor Público (CIDESP), o IV Encontro Latino-americano de Inovação Social (IV ELIS) a partir do Setor Público (ELIS 2018) e o Festival Social Good Brasil 2018.



No dia 28 de agosto a equipe do OBISF participou do II CIDESP, evento de natureza técnica e científica que teve por objetivo estimular a discussão sobre o desempenho do setor público, a partir da perspectiva da comunidade científica e dos profissionais que atuam no âmbito da gestão pública. Na oportunidade a professora Graziela Dias Alperstedt conduziu a mesa temática “Inovação Social no Setor Público” que contou com a participação de Gabriela Tamura (Wegov), professor Oscar Garcia (Universidad de Guadalajara), Cristian Urrutia  (Diretor Executivo da Corporação de Desenvolvimento e Inovação, em Rancágua, no Chile) e a professora Carolina Andion representando o Observatório de Inovação Social de Florianópolis (OBISF) e o Núcleo de Inovação Social na Esfera Pública (NISP) da ESAG/UDESC. A professora Carolina expos na oportunidade que eventos como o CIDESP são essenciais para promover uma maior aproximação entre a inovação social e o campo da administração pública. Na sequência a professora apresentou a proposta de construção do OBISF e como o observatório vem trabalhando a inovação social a partir do estudo do ecossistema de inovação social e das redes colaborativas da cidade.



  
Já o IV Encontro Latino Americano de Inovação Social do Setor Público 2018 (ELIS) ocorreu nos dias 29 e 30 de agosto, em uma parceria entre o Wegov, Secretaria de Desenvolvimento Sustentável (SDS) do Estado de Santa Catarina e o Observatório de Inovação Social de Florianópolis (OBISF) da ESAG/UDESC.

A abertura do evento foi feita por Gabriela Tamura (Wegov), da Profa. Carolina Andion representando o OBISF e a UDESC e do Secretário de Desenvolvimento Sustentável (SDS) do Estado de Santa Catarina, Sr. Adenilso Biasus. Em sua fala, a professora Carolina Andion destacou que o ELIS foi um sonho concretizado por meio da participação de todos os envolvidos.  A professora enfatizou a importância de aproximar o debate da inovação social da administração pública, entendendo a “A inovação social como um processo político no sentido da transformação social”. Para ela, as políticas públicas exigem saberes diferenciados pela sua complexidade para isso é preciso uma visão intersetoral e reforçar as redes dos ecossistemas de inovação social: “O ELIS vem assim contribuir para se construir pontes para co-construção de uma uma ciência sobre inovação social na América Latina, inspirando novas práticas”.




O Evento foi um sucesso! Com mais de 200 participantes, os dias 29 e 30 de agosto foram marcados por mesas temáticas que exploravam diferentes vertentes da Inovação Social na América Latina. A participação dos colegas de outros países da América Latina ocorreu por meio de professores, pesquisadores, empreendedores, e funcionários públicos que vieram do Peru, México, Colombia, Chile, Argentina, Paraguai, El Salvador, para citar alguns. Vinte iniciativas de inovação social foram reconhecidas e apresentadas no evento. Dessas, três eram da ESAG/UDESC: o programa de extensão coordenado pelo professor Eduardo Jara e duas pesquisas conduzidas por ex-alunos do mestrado da ESAG/UDESC, André Tiago da Silva, sobre extensão universitária e André Noronha, sobre o programa Araucária Mais.



O ELIS contou também com a participação da professora Graziela Dias Alperstedt que conduziu a mesa temática “Redes, Cooperação e Inovação Social”, onde foram debatidos elementos constitutivos sobre as redes e a importância da colaboração para a formação de incubadoras sociais. Já a pesquisadora Julia Graeff conduziu a mesa “Co-construção de conhecimento para inovação social no setor público”. Ao final, ocorreram as premiações e as considerações de toda equipe envolvida no projeto. Esta foi a quarta edição do ELIS, a primeira no Brasil, e a expectativa é que mais brasileiros participem das próximas edições e que disseminem a aprendizagem da inovação social em suas respectivas cidades da América Latina.





O último evento que fechou a semana da Inovação Social em Florianópolis foi o Festival Social Good Brasil 2018. No segundo dia do evento (1 de setembro) representantes do OBISF participaram da roda de conversa de Inovação Social no setor público na América Latina: experiências que o ELIS trouxe para Floripa. A roda foi formada pela pesquisadora Júlia Graeff  (OBISF), Ana Camerano (WeGov), Adriana Aguini (Correios), Bárbara Basso (OBISF) e Marília Camara de Assis (Secretaria do Estado de Gestão e RH do Estado do Espírito Santo). As participantes compartilharam com o público presente suas experiências e perspectivas sobre o evento ELIS. Entre os presentes servidores públicos, professores, alunos, pesquisadores, empreendedores sociais e atores da sociedade civil participaram do diálogo, compartilhando experiências, desabafos e sonhos sobre possibilidades de construir novos caminhos para as prática de Inovação Social em diferentes lugares da América Latina.


2 comentários:

  1. Parabéns pela construção! Carol, talvez uma menção pela nossa premiação seja interessante. Forte abraço!

    ResponderExcluir