segunda-feira, 15 de outubro de 2018

4º Diálogo Ampliado: O que o Plano Decenal da Criança e do Adolescente tem a ver com a gente?

O Núcleo de Inovações Sociais na Esfera Pública, por meio do Observatório de Inovação Social de Florianópolis, projeto de pesquisa e extensão da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) – ligado ao Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag) – promoveu na tarde da última quinta-feira, 11, o 4º Diálogo Ampliado. Nesta edição, o encontro foi realizado na Câmara Municipal de Florianópolis, na forma de uma audiência pública para apresentar o Plano Decenal da Criança e do Adolescente. 

O 4º Diálogo Ampliado foi mais um de uma série de encontros que reúne poder público e organizações da sociedade civil para tratar da garantia dos direitos das crianças e adolescentes na Capital. A audiência pública, requerida pelo vereador Professor Felipe, foi organizada
por meio de uma parceria entre o Observatório, o Instituto Comunitário da Grande Florianópolis (Icom) e o Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA).


Plano Decenal

A audiência reuniu representantes de organizações da sociedade civil, do poder público, pesquisadores e cidadãos para apresentar o Plano Decenal (2016-2026), elaborado pelo CMDCA, em parceria com o Icom. O planejamento foi desenvolvido com base no relatório Sinais Vitais 2016, organizado pelo Icom, com indicadores sobre a qualidade de vida de crianças e adolescentes em Florianópolis.

O principal objetivo do Plano Decenal é orientar e qualificar a elaboração de políticas públicas na área. A elaboração do começou em 2016, depois da 9ª Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. O projeto foi organizado a partir de quatro eixos: promoção, proteção e defesa dos direitos humanos; protagonismo e participação; controle social da efetivação dos direitos e gestão da política municipal dos direitos humanos.

Momento: se o mundo fosse governado pelas crianças. 🙏💚🇧🇷⭐️
Lafi

Os eventos do Diálogo Ampliado (este é o quarto, de cindo previstos para este ano) são intercalados com oficinas e encontros de imersão em que as organizações da sociedade civil,  elaboram projetos de ações concretas para enfrentar os desafios discutidos.

Esse trabalho é feito em oficinas do projeto Laboratório de Fortalecimento Institucional (Lafi), coordenado pelo Icom e que funciona de forma complementar ao Diálogo Ampliado. O Lafi prevê a realização de oficinas de capacitação com organizações da sociedade civil voltadas ao tema.


O que já aconteceu?

O 1º Diálogo foi realizado em março deste ano, o 2º diálogo foi realizado em maio e o 3º diálogo ocorreu em 28 de junho de 2018. Clique nos links e veja como foi o início e cada etapa do Diálogo Ampliado em Florianópolis. Esperamos você no próximo diálogo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário